quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Canção às Ladeiras

Letra: Graciete Barata
Música: Augusto Barata

Refrão:

Ladeiras tens recantos tão bonitos
Ladeiras és terra bem portuguesa
Dizem já todos quantos te visitam
Ai Ladeiras és Suiça portuguesa.

Meus senhores, minhas senhoras
Uma coisa eu vou dizer
Cinco escudos um tijolo
Para o convívio render.

Nossa casa de convívio
Há-de ser realidade
Com a graça dos amigos
Que ajudam de verdade.

Refrão:
Ladeiras, tens recantos tão bonitos…

Ás mulheres das Ladeiras,
Um pedido eu vou fazer
Que dêem todas as mãos
Para a capela se erguer.

Para orar com tanto ardor
Radiantes de alegria
À senhora mãe de Deus
Um pai-nosso Avé Maria

Refrão:
Ladeiras tens recantos tão bonitos…

Ter assim tantos amigos
Neste grandioso dia
Pois vieram ver a luz
Nesta nossa romaria.

Agora vou terminar
A todos muito obrigado
Para o ano se Deus quiser
De novo aqui hei-de voltar.

Refrão:
Ladeiras, tens recantos tão bonitos…







NOTA: Obrigado ao Pedro Barata pela disponibilidade de toda esta informação.

4 comentários:

Victor G. disse...

Ora ai está... simplesmente magnifico. A musica como sendo um dos meios mais importantes para transmitir culturas, fica a demonstração de uma cultura bem real.
Parabéns! Muitos Parabéns, e que a Casa de Convivio seja uma realidade muito em breve.
Um cordial abraço

Carvalhal-Miúdo disse...

Grato pelas suas palavras... Já o é há uns anitos. Esta mostra refere-se a algo que nos foi facultado por um descendente ladeirense. A cantiga deve ter cerca de 34 anos. Eu estive na festa, nas Ladeiras, onde foi apresentada...tinha 18 anos.
E foi por essa altura que se deu início ao percurso para esse fim, com algumas paragens pelo meio...
Mas, neste caso, é bom recordar e até se torna agradável e engraçado. Algo que se pensava já não existir.
Um abraço
António M.R.Martins

Victor G. disse...

Veja como o tempo passa e a nossa memória já começa a falhar. Eu saí do Casal dos Moinhos há 32 anos, quando fui viver para Lisboa (Benfica), mas não me lembro dessa festa. Depois, quando vou à minha Aldeia, como foi no fim de semana passada é só ir e voltar, desta vez fiz só um desvio para ir tirar uma foto à antiga escola primária na Cerdeira, depois segui viagem para Góis, Vila Nova do Ceira, Serpins, Lousã e segui em direcção a minha casa.
Na próxima visita, prometo parar nas Aldeias do Esporão, de Carvalhal Miudo e das Ladeiras. Coisa que não faço, há anos!
Obrigado e aceite um cordial abraço.
Victor Gonçalves

Joana disse...

Bom eu sou suspeita... Porque sou sobrinha do Né, prima do Pedro, neta da Graciete, mas de facto tanto a letra como a musicalidade estão muito boas e o que é preciso é chegarmos cada vez mais às pessoas seja que de maneira for: A música, parece-me bem!

Parabéns pelo blog está muito bom e completo para quem quer ficar a saber um pouco mais da história das Ladeiras e de Carvalhal-Miúdo!